Do Fundo Da Estante: Uma Secretária de Futuro [Nostalgia]


Quem gostou de O Diabo Veste Prada (2006), deve revisitar esse ótimo filme, não só pra ter ideia de como eram os filmes sobre o mundo corporativo no final dos anos 80, mas também para conferir uma divertida história sobre competitividade feminina, feroz e ao mesmo tempo inspiradora. 

"Toda garota não deveria se contentar pelas regras que ela não fez"
- Tess McGill

O saudoso diretor Mike Nichols (1931-2014) sempre fez escolhas ousadas e seus trabalhos carregam uma provocação rara de se ver no cinema comercial Hollywoodiano. Sua estréia em Quem tem medo de Virgínia Woof? (1966) foi uma pedrada que recebeu 13 indicações ao Oscar e que deu o segundo Oscar de atriz para assombrosa atuação de Elizabeth Taylor. No ano seguinte ele já recebia seu merecido Oscar de melhor diretor por A Primeira Noite de um Homem, com Dustin Hoffman e Anne Bancroft. Seguiu bem com Ardil 22 (1970), Ânsia de Amar (1971) entre outros, até ser indicado novamente pelo ótimo Silkwood - O Retrato de uma Coragem (1983), um dos melhores trabalhos de Meryl Streep e que também consolidou a carreira de Cher como atriz.

Com a fama de ser um excelente diretor de atrizes, não foi surpresa alguma que ele conseguiu de Melanie Griffith a melhor atuação de sua carreira, com direito a vitória no Golden Globe e uma indicação ao Oscar por este Uma Secretária de Futuro


Melanie é Tess, uma típica jovem nova-iorquina dos anos 80 que mesmo na reta final da década ainda usa cabelo armado com laquê e roupas exageradas. Ela arruma emprego como secretária em um escritório que lida com o mercado de ações, comandado pela poderosa Katharine Parker (Sigourney Weaver, impagável), uma conceituada executiva, e assim expõe algumas idéias inovadoras à sua nova chefe. Katherine se apropria das tais idéias, mas quando precisa se afastar do trabalho após quebrar a perna esquiando, Tess recebe o apoio de Jack Trainer (Harrison Ford), um grande empresário, ao propôr uma inteligente jogada financeira. Porém Jack, por quem se apaixonou e é correspondida, é namorado de Katherine. 

Melanie brilha com seu misto de inocência e ambição, fazendo contraponto a atuação "vilanesca" de Sigourney Weaver. Tess inclusive cita a célebre frase de Marilyn Monroe "cabeça para os negócios e o corpo para o pecado", e fica surpreendente semelhante com ela ao tomar um banho de loja e cortar o cabelo. Sua personagem evolui no decorrer da projeção, amadurece de maneira convincente e o esforço de Melanie como atriz é louvável - algo que nunca mais pudemos testemunhar devido as escolhas erradas que fez nos anos seguintes.

Sua melhor amiga Cyn, interpretada de maneira hilária por Joan Cusack, é a representação máxima da moda nos anos 80 com todos os exageros possíveis. É ela quem sempre está ao lado de Tess, lembra de seu aniversário com um cupcake e velinhas, torce pelo seu sucesso profissional e amoroso e ainda tem as melhores frases do filme, como a inesquecível Coffee? Tea? Me?


Mesmo com poucos minutos em cena, Joan recebeu uma indicação ao Oscar de atriz coadjuvante e desde então se tornou uma coadjuvante de luxo em Hollywood - nem sempre fazendo graça, como pode provar na macabra personagem de O Suspeito da Rua Arllington, de 1999.

Uma Secretária de Futuro é puro empoderamento feminino e Mike Nichols, novamente indicado ao Oscar de direção por este trabalho, soube como filmar e equilibrar bem o embate entre as protagonistas, extraindo ótimas atuações de todo o elenco, com destaque para Sigourney Weaver, que infelizmente não só perdeu o Oscar de atriz coadjuvante, como perdeu o de atriz principal por Nas Montanhas dos Gorilas. Se outro diretor estivesse no comando, certamente o filme estaria datado, principalmente depois que O Diabo Veste Prada foi lançado. Mas, felizmente, não foi o que aconteceu e nem o título nacional, que dá a impressão de uma ficção científica, conseguiu atrapalhar.

A linda canção título "Let the River Run" da cantora Carly Simon, fez muito sucesso nas rádios e entrou para trilha da novela O Outro, venceu o Oscar na categoria canção original e parece comentar a trajetória de Tess. Total cult!

FICHA TÉCNICA

Título: Uma Secretária de Futuro 
Título Original: Working Out
Direção:  Mike Nichols
Data de lançamento no Brasil:  23 de março de 1989
Nota: 4/5

Italo Morelli Jr. 

Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Não cheguei a ver o filme, e já dá para notar que ele tem uma estética bem forte da época e bate aquela nostalgia. Tenho certeza que iria adorar ver.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  2. Olá, Italo.
    Eu adoro essa coluna. Gosto muito de relembrar os filmes da minha época hehe. E que horror que eram as roupas e os cabelos. E o pior é saber que eu usava e achava tudo lindo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir