História de Um Grande Amor [Resenha Literária]


Já faz muitos anos que li História de Um Grande Amor que em inglês se chama The Secret Diaries Of Miss Miranda Cheever, me encantei de imediato pela protagonista. Miranda não é exatamente o maior exemplo de girl power, ela tem defeitos, é bem humana, generosa, sabe perdoar e nem por isso deixa de se indignar, não só com Turner, mas também com casos de machismo, como por exemplo, quando tenta comprar um livro que é só vendido por homens. O livreiro quase apanha dela numa ótima cena. 

Aos 10 anos Miranda se apaixonou pelo irmão mais velho da sua melhor amiga, Olivia. Turner foi gentil com ela quando Miranda havia acabado de ser maltratada por uma garota por conta de sua suposta falta de beleza. Parecia uma amor de criança, mas perdurou uma vida toda, até que Turner viúvo começa a perceber os encantos da protagonista. . 

Turner teve um péssimo casamento, sua falecida esposa o traía frequentemente e ele tolo apaixonado demorou demais pra perceber que Letícia nunca o trataria bem. O péssimo casamento deixa o personagem cínico e amargo. O relacionamento dele com Miranda é desenvolvido aos poucos e no processo Turner vai magoando demais a protagonista. 


O fato é que Turner não é um personagem agradável, ele tenta justificar suas péssimas atitudes com Miranda devido as inseguranças gerada no primeiro casamento, mas a verdade é que o protagonista age como covarde boa parte da trama, consegue ser mais irresponsável e infantil do que seu irmão mais novo que tem interesse amoroso em Miranda. Faltou a Julia Quinn colocar mais desenvolvimento no protagonista e assim, talvez, a redenção de Turner fosse mais aceitável.

Por outro lado, Miranda é uma ótima protagonista, é doce, gentil, tem uma paciência enorme com Olívia que é uma amiga fiel, mas também é bastante mimada e egocêntrica em alguns momentos. Miranda é paciente, tenta entender o lado de todos, principalmente de Turner e sofre por sua personalidade introspectiva, poderia ter feito Turner sofrer bem mais, com certeza, mas é uma personagem que amadurece bastante ao longo da trama. Miranda me parece vítima dos próprios sentimentos e da ausência de alguém na sua vida que a ajudasse a ter mais mais amor próprio. Sem mãe, com um pai negligente, avós que a apoiam, mas acham que ela deve se casar, uma amiga preocupada mais com futilidades do que qualquer outra coisa, Miranda não tem direcionamento algum, não foram inesperadas as atitudes que ela toma.


Enfim, nem sempre gostar de uma obra é não perceber os problemas nela e não existe defesa para Turner, mas ainda assim eu fiquei, mais uma vez, completamente envolvida na história e pelo final feliz de Miranda. E também mais uma vez, gostei bastante dos diálogos construídos por Julia Quinn

Para finalizar uma observação sobre a edição, realmente não gostei do título escolhido pela Arqueiro, poderiam ter usado algo mais similar com o título original, algo como O Diário secreto da senhorita Miranda Cheever, os diários são bem importantes para na história, mas infelizmente, escolheram um título mais….emotivo. Uma pena. 

FICHA TÉCNICA

Título: História de Um Grande Amor -  Trilogia Bevelstoke # 1
Autora: Julia Quinn
Editora Arqueiro
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon


Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oi, Mi!
    Meu Deus que título é esse? Realmente eles deveriam ter sido um pouquinho mais fieis com a obra original :O Não dá nem pra saber que existem diários na trama haha.
    Sou um pouco impaciente com romances de época, mas gosto da escrita da Julia e tenho vontade de ler outras histórias dela. Amei a resenha :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  2. Este livro está na minha lista de leitura, aliás, todos da Júlia, ela é danada em nos envolver com suas histórias e realmente os diálogos são um "Q" a mais. Gostei muito da sua percepção do livro, realmente a gente não precisa "aprovar", concordar e admirar tudo e todos em uma história para achar o livro bom!

    Beeijos!

    http://estanteflordelis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi
    Obviamente a Miranda é um anjo que não merece esse boy lixo. Eu fico meio com um pé atrás quando o mocinho não é bem desenvolvido, porque assim não consigo passar pano pras atitudes dele hahah mas futuramente quem sabe eu não leia.
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi! Eu gostei bastante deste e do segundo volume, já o terceiro não superou nenhum deles. Em suma a série foi melhor do que eu esperava e me divertiu bastante. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir