Por que ler Rick Riordan?


Quando se trata de elencar um autor favorito, eu não consigo pensar em outra pessoa para assumir esse post a não ser Rick Riordan, escritor da série Percy Jackson e os Olimpianos. Essa não é só uma saga que me acompanhou durante a adolescência, mas também é uma das minhas favoritas simplesmente pelo fato de me apresentar finalmente a personagens falhos, cheios de problemas que parecem muito humanos para mim.

Separada em cinco volumes, a trama acompanha o jovem Percy Jackson, um garoto problema que tem experiências estranhas desde que se entende por gente. Na maioria das vezes, isso acarreta em sua expulsão de uma escola, fora, claro, seus sintomas de Déficit de Atenção e Dislexia, que parecem piorar tudo. O que Percy não sabe é que esses talvez sejam seus maiores poderes. Acontece que ele não é mortal comum. Na realidade ele é um meio-sangue, filho de um dos deuses olimpianos que ainda seguem vivos no século XXI. E a revelação desse outro lado de sua vida é bem abrupta. O raio mestre de Zeus foi roubado e Percy é o principal suspeito. Agora, para restaurar a paz, ele e seus amigos - jovens heróis modernos - terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.


Eu já devo ter escrito um milhão de vezes a quão íntima é a minha relação com esses livros. Eles apareceram a mim quando eu mais precisava e quando eu mais me sentia sozinho. Percy, Annabeth e Grover (nossos protagonistas) foram os amigos que eu não tive na infância e divertiam meus momentos de tédio na escola ou em casa. Por essa questão, guardo com muito carinho cada volume dessa série e indico demais a todos que me conhecem. Não só pela escrita super gostosa do autor, mas também pelas temáticas trabalhadas. Riordan mescla muito bem os elementos reais com os mitos da Grécia. Cada volume é uma verdadeira enxurrada de referências, e embora alguns mitos tenham sofrido certa adaptação, ainda sim, você aprende muito sobre o assunto. Fora o fato, claro, de estar em contato com personagens cativantes e totalmente envolventes. Eles são divertidos, irônicos e fáceis de se apaixonar. As páginas voam e você nem sente.


O sucesso da obra foi tão grande que hoje, Riordan montou um verdadeiro multiverso de mitologia, inserindo não só Percy com seus deuses gregos, mas também romanos (com Os Heróis do Olimpo), egípcios (com As Crônicas dos Kanes, que vai ganhar adaptação pela Netflix) e nórdicos (com Magnus Chase, minha segunda trilogia favorita do autor). E vale a pena conhecer cada uma delas. Não só por serem histórias engraçadas e instigantes de acompanhar, mas pela riqueza diversificada de seus personagens, com negros, lgbtqs, surdos e muito mais. Vale investir e conhecer suas séries, prometo que você não vai se arrepender.

Emerson Andrade
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Oi Emerson,
    Do Rick Riordan, só li a série Percy Jackson e confesso que já estava mais velha.
    Acho que se fosse um pouco mais nova, iria devorar tudo o que ele escreve, porque eu tinha uma empolgação por mistologia louca, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante do artigo, muito bom mesmo! Estou amando ler seus artigos e compartilhar com os amigos!


    Meu Blog: Resultado do Goiás da Sorte

    ResponderExcluir