Terror a bordo: 17 histórias turbulentas [Resenha Literária]


Antes dos 15 anos eu viajava tranquila de avião, mas eis que um dia durante uma viagem para Fortaleza eu tive ataque de pânico, eu tinha certeza de que o avião estava caindo e comecei a convencer outras pessoas a bordo também. A aeromoça ficou imensamente brava comigo e disse a minha mãe que se eu não parasse eu seria expulsa na escala. Obviamente, eu tive que engolir o choro e terminar a viagem numa enorme angustia. Desde então, viajar de avião tem sido uma verdadeiro tormento, não tem uma viagem que um comissário de bordo me pergunte se estou passando mal. Assim, ler Terror a bordo: 17 histórias turbulentas foi realmente sair da minha zona de conforto!

Stephen King, assim com eu, odeia voar e junto com seu coeditor Bev Vincent, resolveu compartilhar o medo dele com uma antologia sobre tudo que pode dar terrivelmente errado quando se está num avião! E me deparei com histórias muito diferentes, desde situações sobrenaturais com outras bem humanas, todas bem instigantes! O livro conta com histórias de Joe Hill, Richard Matheson, Ray Bradbury, Roald Dahl, Dan Simmons do próprio King, entre outros.


Selecionando os meus preferidos preciso dizer que o primeiro A carga, de E. Michael Lewis, tem uma tensão excelente, fui sentindo medo junto com o protagonista à medida que ele vai descobrindo o que aconteceu com com as crianças mortas que agora fazem parte da carga que ele leva. Foi de fato um conto tenebroso. Depois em Pesadelos a vinte mil pés, de Richard Matheson, me fez lembrar das criaturas estranhas relatadas na Segunda Guerra Mundial que supostamente derrubavam aviões, fica o questionamento se o protagonista está alucinando ou não… Outro conto que achei interessante foi A máquina voadora em que a invenção de voar causa sérios problemas na vida ao pobre criador.

No entanto, o conto que me fez ficar um tempo angustiada foi Dois minutos e quarenta e cinco segundos, de Dan Simmons! Parte da história se passa fora do ambiente do avião em que o protagonista, que mais parece um vilão, encontra um anel que o faz voltar no tempo, mas o fim foi bem assustador. Já o conto do Joe Hill, Vocês estão liberados, não foi muito assustador, mas achei muito bem trabalhado com vários personagens e às vezes a mesma cena descrita por outro ponto de vista. Na história um avião tenta pousar enquanto o mundo parece entrar em guerra.


Em Zumbis a bordo, de Bev Vicent, temos um grupo tentando escapar de um apocalipse zumbi e para isso precisa chegar num avião, o final foi bem inesperado. Já em Eles não vão envelhecer, do brilhante Roald Dahl, temos uma história mais poética em que um dos personagens desaparece ao pilotar um caça durante a Segunda Guerra Mundial.

Por fim, destaque para os dois últimos contos que foram sensacionais. Assassinato nas alturas, de Peter Tremayne, também não é um conto que dá medo, mas eu fiquei presa na resolução do caso de assasinato, me lembrou bastante as histórias da Agatha Christie. E O especialista em turbulência do King me fez descobrir a profissão ideal para pessoas que sentem pânico em viajar de avião como eu, só não sei se teria psicológico para aguentar por muito tempo. O conto é tão bom que poderia ter virado um livro!


A cada início dos contos King faz uma pequena introdução sobre os autores e a história. Como muitos livros de antologia, a obra acaba tendo altos e baixos, mas devo dizer que os altos superaram os conto medianos. Com certeza minha imaginação foi bem alimentada com essas histórias, talvez agora eu tenha mais o que pensar na próxima viagem de avião! Surpreendente foi uma ótima leitura, menos difícil do que eu imaginava!

FICHA TÉCNICA

Título: Terror a bordo: 17 histórias turbulentas
Autor: Stephen King
Nota: 4/5
Onde Comprar: Amazon

 

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi, Mi! Tudo bom?
    Infelizmente só consegui curtir uns dois ou três contos dessa antologia, a maioria não funcionou pra mim. Não sei se faltou terror ou carisma (ou os dois) mas eu passava as páginas querendo que acabasse logo HUUHSAUHASUHASHUSAHUASUH

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Morria de medo de tudo que envolvia histórias de terror, ultimamente tenho gostado bastante de livros assim, então já anotei a dica! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, mas essa aeromoça hein... que profissionalismo meu pai amado! Imagino sua tensão, Mi... eu fiquei mal só de ler
    Não sabia que eram contos esse livro. Pra mim que era algum terror ou algo do estilo Serpentes a Bordo kkkkkkk
    Beijos
    https://www.balaiodebabados.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi
    eu nunca voei de avião, eu fujo de livros de terror, mas só de ver isso de tudo que pode acontecer em um avião eu lembro dos filme que assisti, parece ser contos bem interessantes apesar do tema.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oii
    Adorei a resenha. Apesar de não curtir muito livros de conto, esse me chamou a atenção, vou deixar anotado aqui.

    Beijinhos
    https://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Que loucura a crise de pânico. Não conhecia ainda esse livro mas gostei da sua resenha e de conhecer um pouco mais sobre esses contos. Acho que me agradaria bastante a leitura.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir