Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou [Crítica do Filme]


O diretor argentino radicado no Brasil, Hector Babenco (1946 - 2016) descobriu um câncer linfático aos 39 anos, assim que terminou as filmagens de O Beijo da Mulher Aranha, em 1985.

Mesmo doente, filmou o trágico e emocionante Ironweed (1987), Brincando nos Campos do Senhor (1991) e o sucesso de público Carandiru (2003), mas antes já havia entregado Lúcio Flávio - O Passageiro da Agonia (1977) e Pixote (1981) seu trabalho mais contundente.

Babenco é inegavelmente um dos maiores nomes da história do cinema e seus últimos momentos antes de partir estão lindamente registrados aqui neste Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou


A atriz Bárbara Paz, que se casou com ele em 2010, é a grande responsável pela obra. Com a ajuda dos produtores associados Willem Dafoe e Petra Costa, Bárbara produziu, dirigiu, roteirizou e montou o documentário, mas fez questão de exibir no mesmo, cenas aonde nem sabia usar o zoom da câmera.

Triste, melancólico e belo, o documentário todo rodado em p&b intercala cenas dos filmes nos quais Babenco atuou na juventude e cenas marcantes dos filmes que dirigiu, como a cena em que a prostituta Sueli (Marília Pêra) tomada por um súbito instinto maternal, dá o seio para Pixote (Fernando Ramos da Silva) e depois numa crise histérica o expulsa de casa - um dos momentos mais fortes do nosso cinema, visto e aplaudido em todo o mundo.


Com pouco mais de uma hora de duração, o doc é uma declaração de amor a vida, ao cinema e ao ofício de diretor, indicado para quem é fã dele, fã de cinema e até pra quem não gosta nem de um e nem de outro. Em seu último trabalho atrás das câmeras, Hector dirigiu o injustiçado e autobiográfico Meu Amigo Hindu (2015), onde foi interpretado por Willem Dafoe e contou com um participação pra lá de especial da própria esposa, Bárbara Paz. Ela protagoniza uma antológica cena final que também está neste doc e que, segundo Babenco, era a última cena que gostaria de filmar em vida. Uma bela e lúdica sequência final encerrando uma bela trajetória profissional.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Babenco - Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou
Direção: Bárbara Paz 
Data de lançamento no Brasil: 26 de novembro de 2020
Imovision

Italo Morelli Jr.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Olá,
    Estou bem curiosa pra conferir, assim como Meu Amigo Hindu que vivo adiando.
    Dele só assisti mesmo Carandiru, acho fantástico.
    Bem feliz pela Bárbara e esse reconhecimento.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que interessante... não conhecia o diretor, mas ultimamente ando numa vibe de documentários que com certeza vou conferir esse, ainda mais produzido pela Bárbara
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Um documentário cheio de história.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir