Sete dias juntos [Resenha Literária]


Sete dias juntos foi um livro que de cara sabia que ia gostar, eu só não imaginava que ficaria completamente viciada na família Birch e seus segredos!

Olivia Birch é médica e trabalha na África combatendo o vírus Haag, por conta disso, ao voltar para casa no natal toda a família fica em quarentena, para não correr o risco de contaminar ninguém, mas, exceto Phoebe, todo mundo tem um segredo que parece que virá à tona.

Andrew, jornalista e renomado crítico de restaurantes, descobre que tem um filho no passado e acha que pode escondê-lo do resto da família, mesmo quando Jesse manda emails pedindo para vê-lo. Emma é diagnosticada com câncer, mas resolve dizer pra família só depois dos feriados de fim de ano e Olivia tem um caso amoroso com um dos médicos onde trabalha, algo estritamente proibido. Até Jesse que viaja para Inglaterra para conhecer o pai acaba envolvido em algo que… bom, se torna segredo também. Apenas Phoebe não tem segredo nenhum, mas seu plot está relacionado com George, seu noivo que não está muito animado para o casamento. 


Emma é a personagem mais adorável da história, compreensiva, prestativa, tenta fazer de tudo para deixar a filha mais velha mais à vontade em casa. Emma não está mais conectada com Andrew como antes, o casamento passa por certo distanciamento, isso porque ele é bastante egoísta. É difícil ter empatia por Andrew, é até compreensível que ele se sinta frustrado profissionalmente, mas nada justifica sua atitude com Jesse. Olivia também é bastante distante do pai e sente dificuldade pra se encaixar no mundo fora da África, por vezes é uma personagem que parece séria demais, ao contrário da irmã. Phoebe se dá muito bem com o pai, é a filha paparicada, fútil, acha que o mundo gira a seu redor e é nítido que ela sente ciúmes de Olivia. 

Por fim temos Jesse que parece que caí de paraquedas na família Birch na sua corajosa tentativa de conhecer seu pai. O coitado até tenta ajudar a todos e às vezes acaba piorando tudo. Particularmente, no lugar de Jesse não teria sido tão persistente com Andrew. 


Cada personagem tem uma história envolvente e foi muito bom acompanhar a dinâmica deles na quarentena com tantos segredos envolvidos! A história é narrada pelos membros da família Birch e por Jesse, o que torna tudo ainda melhor. A trama tão boa que devorei as páginas em busca das cenas em que cada um tem seu segredo revelado, queria muito saber a reação de todos! E não me decepcionei!

Sete dias juntos é uma leitura fácil, com drama na medida certa e com personagens bem humanos, gostei bastante!

FICHA TÉCNICA

Título: Sete dias juntos
Autora: Francesca Hornak
Onde Comprar: Amazon

 

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Adorei a história, com certeza é um livro que eu iria curtir tb!! Já vou colocar na lista!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  2. Ai eu amo um bom livro natalino! Vou ler para entrar no clima.

     Blog Tagarelando Livros

    ResponderExcluir
  3. Olá, Michele.
    Não conhecia esse livro ainda e fiquei bastante interessada. Eu gosto desse clima natalino da capa e já senti que a coisa vai pegar fogo com todos esses segredos hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,

    Eu vi a divulgação desse livro e fiquei bem curiosa.
    Que bom que a leitura te agradou no geral, acho que vou dar uma chance ao livro rs.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi
    Me lembrou demais Em casa para o Natal por causa da capa, e eu gostei muito da proposta do livro, apesar de que esses dramas familiares não estarem na minha lista ultimamente. Mesmo assim quero ler futuramente!
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  6. Ei, Michele, eu estou querendo fazer algumas leituras natalinas no próximo mês, eu já estou incluindo essa na lista. Principalmente porque a história é narrada por várias pessoas, eu gosto muito disso! E que família complicada.


    Books House

    ResponderExcluir