Soul [Crítica do Filme]


Pixar é sinônimo de qualidade e sensibilidade, até hoje não superei Up - Altas aventuras e Viva - a vida é uma festa se tornou uma das minhas animações preferidas, e ainda podemos citar Toy Story, Procurando Nemo e tantos outros, com Soul não seria diferente!

Joe (Jamie Foxx) passou a vida tentando entrar numa banda de jazz, ele ama música e enquanto não realiza seu sonho vai dando aula para crianças. No dia que consegue ser efetivado na escola, para alegria da sua mãe, ele também passa no teste de uma famosa banda de jazz e morre. Assim, de repente, por acidente. Ao perceber que está na fila do além, Joe foge e vai parar na escola da vida, onde alminhas são treinadas para nascer. Curioso que todos nascem com personalidade já definida e ainda encontram talentos para serem usados quando nascer, exceto 22 (Tina Fey), uma alma do início do mundo que nunca achou graça em viver. 

22 não ganha o passe livre para a Terra porque nunca se identificou com nada na vida e quando Joe é confundido com seu instrutor, a alma até tenta se interessar por algo e não consegue. No entanto, 22 quer ajudar Joe e o leva para um lugar onde pessoas na Terra entram numa viagem transcendente, isso pode acontecer com artistas ou até mesmo com pessoas consideradas loucas. 


O lugar é visualmente incrível, aliás, tudo no filme é! Com a ajuda de Moonwind (Graham Norton) eles tentam fazer com que Joe volte a viver, mas outra confusão faz com que ele e Alma voltem à Terra. 22 no corpo de Joe e Joe no corpo de um gato! Desesperado, o protagonista tenta fazer de tudo para conseguir trocar de corpo a tempo da sua primeira apresentação e nessa jornada 22 vai conhecendo o que é de fato viver. 

O longa é cheio de lindas metáforas! Joe acha que sua vida é sem importância até entrar numa banda e nunca percebe o quanto é importante como professor e alminha 22 que acha que viver é muito difícil, cheio de sofrimento, errada não está. São dois protagonistas em negação, Joe não aceita a morte, 22 não aceita a vida e viver é a grande mensagem do filme. A felicidade da vida, mesmo quando nada dá certo, a importância de apreciar os pequenos momentos e as pessoas que são importantes são mensagens fortes presentes no longa. Tudo isso faz da animação muito mais séria e voltada ao público mais adulto do que infantil, embora a presença do gato e cenas mais engraçadas possam sem dúvida agradar o público mais jovem.


E é preciso ressaltar que esteticamente Soul é ótimo, a ambientação no pós vida, cheio de detalhes, num universo que é incrível, a música, os efeitos visuais, as cores, tudo agrega à história na medida certa. Queria poder ter visto no cinema, mas em épocas de Pandemia tive que me contentar com a TV da sala com Disney Plus, mas tenho certeza de que a sensação na tela do cinema seria ainda melhor. 

Soul tem um texto ousado a falar de vida, morte, existencialismo de uma maneira muito sensível e madura, sem deixar a aventura infantil de lado. Com personagens que funcionam muito bem juntos e carismáticos o roteiro acerta, a parte técnica também e mais uma vez a Pixar nos entrega um animação para ser vista e revista a vida toda. 

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Soul
Direção: Pete Docter, Kemp Powers
Data de lançamento: 25 de dezembro de 2020
Disney Plus

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Oi, Mi

    Não gosto de animações, mas está aí uma que eu assistiria. Pena que não tenho assinatura do Disney Plus.

    Feliz Ano Novo!
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Oi
    adoro os filmes da pixar, eu estou louca para assistir esse e certeza que irei me emocionar, ainda mais pelo tema.
    Gostei da reviw.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu amei a animação, adoro como a Pixar sabe tocar meus pensamentos na hora certa.
    Mensagem mais que pontual desse filme e amei o Graham dublando, adoro ele.

    Feliz 2021!
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ver essa animação. Interessante o nome do filme ser Soul, se referindo à música e à alma.

    Feliz Ano Novo!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  5. Ei Mi, tudo jóia? Eu vi trailer de Soul no YouTube e fiquei muito interessante, mas eu não tenho Disney+, mas eu pretendo assistir futuramente. Eu amo animações, muito mesmo, e eu achei que essa tem uma pegada mais séria e menos infantil. Mas enfim, eu amei o post e eu sempre choro assistido Up. Beijos!


    Books House

    ResponderExcluir