Pai em dobro [Crítica do Filme]


Pode-se dizer que não tenho idade do público-alvo da Thalita Rebouças, mas sempre gostei tanto da escrita da autora que acabo me animando com seus projetos! E de fato, Pai em dobro tem todas as características narrativas da Thalita: leve, divertido, jovial!

Vicenza (Maisa) passou seus 18 anos querendo saber quem é o seu pai, mas sua mãe insiste em não contar. No entanto, quando ela viaja para a Índia, a protagonista foge da comunidade hippie em que mora em busca de respostas, mas não encontra um pai e sim dois! Paco (Eduardo Moscovis) é o primeiro que ela encontra, um pintor que está com dificuldade em pagar as contas e fica apavorado com a possibilidade de ser pai. O mesmo medo acontece com Giovani (Marcelo Médici) que é o oposto de Paco, melhor sucedido profissionalmente, mais responsável e mais organizado.


Maisa apresentou uma protagonista cheia de carisma, bastante inocente, fora um pouco da realidade, mas nos convence em sua enorme vontade de conhecer seu pai. Uma protagonista forte, decidida e de fácil empatia. Difícil não rir em algumas cenas como a do elevador, aliás, como eu já paguei muitos micos com esses elevadores mais modernos, me senti um pouco representada. Já os pais são personagens que irritam em alguns momentos por suas inseguranças e por parecerem por vezes mais imaturos do que a própria protagonista. Entretanto, gostei bastante do Marcelo Médici em um papel mais sério e Edu Moscovis não decepciona. E ainda temos uma pequena participação da própria autora e de Fafá de Belém

O roteiro de Renato Fagundes e Thalita Rebouças não é nada complexo e agrada pelas boas sacadas em comentários espirituosos e momentos mais engraçados, mas esbarra em conveniências bem irreais que funcionam apenas dentro da trama. Ainda assim, é um filme bem divertido de assistir, com uma ótima trilha sonora.


Pai em dobro é um filme simples, com uma boa produção e repleto de bons clichês, inclusive a atitude final de Vicenza não surpreende muito, mas a mensagem não deixa de ser boa, afinal, família é aquela que a gente escolhe, que nos ama verdadeiramente. E nada impede de ter uma continuação, quem sabe um terceiro pai apareça, estou torcendo por isso!

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Pai em dobro
Direção: Cris D'Amato
Data de Lançamento no Brasil: 15 de janeiro de 2020
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Oi Mi,

    Eu particularmente gosto muito das produções brasileiras, e ultimamente a Netflix está acertando em cheio com todas elas.
    Vou adicionar na lista para assistir, pois tenho certeza que vou gostar.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Michele!
    Eu vi esse filme ontem nos recomendados da netflix, mas não assisti hahah confesso que estava procurando alguém falando sobre ele antes e cá estou eu ^^
    Gostei da história e vou assistir hoje mesmo!
    Beijos

    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir