Top 5 Steven Spielberg como diretor!


Steven Spielberg é um produtor fantástico, mas o top abaixo é dos meus filmes preferidos dele como diretor:

01. Encurralado (1971)


Feito para a TV, Encurralado é o primeiro longa-metragem de Spielberg, que chegou com tudo conquistando crítica e público com uma história simples e magistralmente filmada. Sucesso de audiência na época, é até hoje o filme feito pra tv com mais cara de cinema que se tem notícia - faz a alegria dos insones cada vez que é reprisado nas madrugadas.

David Mann (Dennis Weaver) dirige seu carro por uma estrada quase deserta na Califórnia e ao ultrapassar um gigantesco caminhão-tanque, ele dá início a uma perseguição desenfreada, onde o caminhoneiro (cujo rosto nunca é mostrado) tem o claro objetivo de matá-lo. O título original, Duel, define com exatidão o embate entre o perseguido e seu perseguidor, onde não há nenhuma explicação, nem o real motivo e nem porque o caminhoneiro, aparentemente invencível, nunca é mostrado.

Encurralado é tenso, tem ritmo, ação e muito suspense - um dos melhores Spielberg até hoje.

02. Tubarão (1975)


Copia só não faz igual.

Inspirado em Os Pássaros de Alfred Hitchcock, Tubarão bebeu na fonte "filmes de monstro" mas é tão extraordinariamente bem feito, que nunca foi acusado de plágio e hoje é considerado um clássico.

Após o anúncio dos indicados ao Oscar, Spielberg cobriu o rosto com as mãos ao saber que foi preterido na categoria de direção mesmo com Tubarão indicado na categoria principal. Também pudera, Tubarão mostra o quanto Spielberg cresceu desde sua estreia com Encurralado (1971) comandando um gigantesco tubarão mecânico que toca o terror numa praia da pequena cidade de Amity, onde o prefeito tenta esconder os fatos da mídia e o xerife local (Roy Scheider) pede ajuda a um ictiologista (Richard Dreyfuss) e a um pescador veterano (Robert Shaw, dando um show em cena) para caçar o animal.

Muito suspense bem pontuado por cenas dramáticas, raro caso de entretenimento com qualidade - o que se tornou uma característica do estilo de Spielberg.

Oscar de som, montagem e trilha sonora, uma das mais marcantes da história do cinema.

03. Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984)


Sai o estilo seriado de tv do anterior Os Caçadores da Arca Perdida para dar lugar a um filme de ação quase ininterrupta, com sacadas geniais, cenas antológicas e muito humor.

Indiana (Harrison Ford, mega a vontade no papel), seu pequeno parceiro Short Round (Jonathan Ke Quan) e a cantora de boate Willie Scott (Kate Capshaw) se envolvem numa aventura ininterrupta ao melhor estilo "Missão Impossível". O desespero pelo antídoto. O salto do avião. A cena do túnel. O jantar. A descida ao vulcão - momentos antológicos que só um mestre do entretenimento como Spielberg poderia nos proporcionar.

Oscar de efeitos visuais.

04. Império do Sol (1987)


Um Spielberg sério. Numa das maiores injustiças do Oscar, Império do Sol nem sequer foi indicado ao Oscar de filme e direção, concorrendo em outras seis categorias técnicas. Com Christian Bale ainda criança, Spielberg conta a história de Jim Graham, um garoto de 11 anos filho de pais ingleses que vivem no Oriente. Jim tem um padrão de vida alto, mas de repente é separado de seus pais quando a China é invadida pelo Japão. Então ele aprende a amadurecer, se defender e crescer em um campo de concentração com rígidas regras.

Emocionante na medida, Império do Sol é um dos melhores filmes dramáticos dos anos 80, com atuação espetacular de Christian Bale e as presenças sempre bem-vindas de John Malkovich e Miranda Richardson.

05. Jurassic Park (1993)


Seu maior sucesso da carreira até hoje, lotou as salas de cinema do mundo todo. Se o livro do escritor Michael Crichton já trazia a ação toda mastigada para a tela, Spielberg tratou de dar vida aos extintos dinossauros - o resultado é muito impressionante.

O Dr. John Hammond (Richard Attenborough) com sua equipe de cientistas, descobre um método cientifico de regenerar dinossauros através do DNA que eles encontram em um mosquito preservado em âmbar. Com isso ele cria um parque temático chamado Jurassic Park, onde todos são bem vindos para ver o passado retornar a vida. Dr. Hammond convida seus netos, Dr. Alan Grant (Sam Neil), Dra. Ellie Sattler (Laura Dern) e Ian Malcolm (Jeff Goldblum) para serem os primeiros à testemunhar a sua criação. As coisas começam a ir mal quando um empregado, Nedry (Wayne Knight), desativa o alarme de segurança e o mecanismo de defesa na tentativa de roubar espécies para revendê-las. Os dinossauros estão livres e as pessoas precisam lutar para não serem devoradas pelo Tiranossauro.

Lançado no mesmo ano que seu aclamado A Lista de Schindler, Jurassic Park lotou as salas de cinema por quem o viu mais de uma vez. Ou duas. Ou cinco. Não houve quem não ficasse maravilhado com o realismo dos dinossauros, o ótimo roteiro, elenco e as cenas de ação inesquecíveis. A caixa do VHS imitava um fóssil e foi outro sucesso nas videolocadoras.

Oscar de som, efeitos sonoros e efeitos visuais, mais os 7 de A Lista de Schindler e Spielberg consagrou-se com 10 estatuetas em 1994.

Italo Morelli Jr. 
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Com certeza um dos maiores diretores de todos os tempos. Já vi muitos filmes com ele, inclusive esses que você citou nessa incrível lista.

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está em Hiatus de verão entre 05 de fevereiro e 08 de março, mas não deixaremos de comentar nos blogs amigos. Também tem posts novos no blog.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  2. Esses filmes fizeram parte da minha infância e eu adorava demais ver. Depois conheci mais sobre o diretor e o admiro ainda mais. Indiana Jones e Jurassic Park são meus favoritos.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir