A Despedida [Crítica do Filme]


Drama sobre eutanásia um pouco difícil de assistir nesses tempos de pandemia, A Despedida é na verdade um remake do dinamarquês Coração Mudo (2014) e traz Susan Sarandon praticamente reprisando a sua personagem de Lado a Lado (1998), uma doente terminal.

A diferença é que aqui ela decidiu por dar um fim a própria vida, ao lado do marido, filhas, genro, neto, a namorada de uma das filhas e a melhor amiga. Todos se reúnem em sua bela casa a beira mar e a pedido dela, irão comemorar um Natal fora de época.

Sim, A Despedida é mais um filme de gente branca e rica as voltas com seus problemas. Mesmo assim os "White People Problems" comovem, em especial a escolha da matriarca em dar fim ao seu sofrimento antes de entrar em estado vegetativo.


Susan Sarandon está em estado de graça total sem fazer o mínimo esforço, enfatizando a alma cansada de sua personagem em contraponto as limitações físicas causadas pela doença. Um toque de humor ácido quebra um pouco o clima pesado do ambiente.

Sam Neill no papel do marido, atua de maneira silenciosa e não menos impactante. A "ação" fica por conta das filhas: a certinha e bem sucedida Jennifer (Kate Winslet) e a rebelde sem rumo Anna (Mia Wasikowska) e, mesmo que o embate entre elas pareça clichê, nunca é irrelevante. Destaque também para a atriz Lindsay Duncan no papel da melhor amiga Liz, numa pequena porém importante participação.


Dirigido por Roger Michell (do aclamado Um Lugar chamado Nothing Hill), A Despedida perde um pouco em comparação com o original, graças a Hollywood que se tornou uma máquina de fazer remakes sem critério algum e que sempre acaba pecando em mudar a essência da história ao americanizar a obra.

Contra indicado para quem acaba de perder um ente querido ou está na iminência de perder.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: A Despedida
Título Original:
Direção: Roger Michell
Data de lançamento: 31 de março 2021
Disponível no Now, iTunes, Google Play, Youtube Filmes, Vivo Play e Sky Play
California Filmes
Itallo Morelli Jr.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Parece ser um filme emocionante. Susan Saradon sabe como fazer um bom drama. Já assisti vários filmes com ela nesse estilo.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    A preguiça desse povo de ler legenda segue kkkk
    Não sei se assistiria no momento, pela a ideia, mas fiquei curiosa pra saber como termina.
    E gosto do elenco.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Loteria Ao Vivo

    ResponderExcluir
  4. Olá, Itallo.
    Vou deixar passar a dica de hoje que por conta dessa pandemia estou fugindo de dramas, ainda mais com morte anunciada como esse.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Italo,
    Já é um assunto difícil, com a pandemia, tudo se complica ainda mais.
    Vou deixar a dica de hoje passar, infelizmente.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir