Amor e Monstros [Crítica do Filme]


Amor e Monstros estrelado por Dylan O’Brien (Maze Runner), estreia na Netflix dia 14 de abril e nos traz uma história divertida e curiosamente romântica.

Um meteoro cai na Terra e para tentar salvar a humanidade bombas são lançadas sobre ele, mas isso faz com que os animais sofram mutações e se transformem em monstros gigantes, com isso 95% da humanidade foi morta e obrigada a viver em abrigos. Esse apocalipse é narrado brevemente pelo protagonista Joel (Dylan O’Brien) que vive no submundo com outros sobreviventes, mas claramente infeliz. O protagonista ajuda como pode, tenta ser paciente com todos tendo seus amores e ele sempre sozinho. Joel é medroso, bastante inútil numa caça, mas ao se conectar novamente com seu amor de adolescência via rádio, ele resolve sair da zona de conforto, enfrentar os monstros na superfície e ir até a colônia onde Aimee (Jessica Henwick) está. São 130 km de muita aventura.


Joel é um personagem simpático, trava sempre que tem medo e tem medo o tempo todo, mas o amor que sente por Aimee o faz enfrentar os monstros. Claro que durante toda a jornada fica a questão se Aimee ainda sente o mesmo por ele, o que deixa tudo mais absurdo. Joel sem experiência nenhuma sai do abrigo e encara muita coisa no meio do caminho, mas encontra aliados também! Clyde (Michael Rooker) e Minnow (Ariana Greenblatt) são ótimos coadjuvantes, ele um experiente caçador e ela, uma garotinha de 8 anos bastante honesta. A dupla é um ótimo alívio cômico e trazem seus próprios dramas, a química funciona mais do que esperado. Porém, ninguém supera Garoto, o cachorro que acompanha Joel em sua jornada. A relação entre eles é excelente!

Não é por menos que a obra do diretor sul-africano Michael Matthews concorre ao Oscar 2021 na categoria de Melhores Efeitos Visuais. A ambientação do universo apocalíptico é incrível, os monstros são cheios de detalhes que fazem toda a diferença, de fato, os efeitos colaboram bastante para a trama.


Dos produtores de Stranger Things, Amor e Monstros tem uma boa direção e um roteiro bem fechadinho que ainda cabe uma possível continuação. Derrapa nas cenas de ação final, mas nada que afete a experiência do filme. É um longa divertido, cheio de boas cenas de ação e personagens bem carismáticos.

Trailer:


FICHA TÉCNICA

Título: Amor e Monstros
Título Original: Love And Monsters
Direção: Michael Matthews
Data de estreia no Brasil: 14 de abril de 2021
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Oi Mi! Eu gosto do Dylan desde a época de Teen Wolf e adorei saber desta novidade com ele. Já anotei e vou conferir sem falta. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha. Não conhecia o filme ainda.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  3. Se tem Dylan, to conferindo.
    Incrível como a maioria dos personagens dele, exceto naquele American Assassin, parecem demais com o Stiles de Teen Wolf e ainda assim são bem divertidos de acompanhar
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Olá, Michele.
    O enredo não me interessa muito não. Mas como sou apaixonada pelo Dylan é claro que vou querer conferir hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi,
    É unânime: Dylan O'Brien é um queridinho e muita gente vai assistir por ele.
    Inclusive, eu! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    E vai ser hoje mesmo!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mi!
    Minha mãe começou a assistir esse filme no dia da estreia mas não terminou. Achei os efeitos especiais muito bons mesmo! Pareciam até de verdade haha.

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir