Especial Lisa Kleypas: Os Hathaways


Em 2013 eu comecei meu vício em romances de época e a autora responsável por me fazer amar tanto o gênero foi a Julia Quinn com O duque e eu, mas eu queria mais, conhecer outras séries e me deparei com Lisa Kleypas!

A autora publicou seu primeiro livro em 1987, a série Berkley-Falkner, mas foi com Os Hathaways (CLIQUE AQUI) que conheci a escrita da autora. Eu adoro essa família, que ao contrário de Os Bridgertons, foge por completo do tradicional. Órfãos, eles ganham um título de nobreza e tentam organizar a vida deles, mesmo sem dinheiro. O irmão mais velho, Leo, não superou a morte da noiva, vive bebendo e não tem muita responsabilidade com a família, ao contrário de Amelia, a protagonista do primeiro livro, Desejo à meia-noite. Amelia é orgulhosa, teimosa e sua relação com Cam por vezes é explosiva. E Lisa acerta demais ao trazer um personagem cigano e rico para a história. Fiquei apaixonada pelo casal! 

A cada volume da série Os Hathaways vamos conhecendo um membro diferente da família, a gente pode se irritar com Merripen em Sedução ao Amanhecer, mas eu confesso que amo a persistência da Win em conquistá-lo. Podemos conhecer melhor a Poppy e o controlador Harry em Tentação ao pôr-do-sol, perceber o amadurecimento do Leo em Manhã de Núpcias, aliás, Catherine é uma personagem maravilhosa, que faz desse volume meu preferido da série, e por fim, se encantar com a ingênua Beatrix e Phelan em Paixão ao entardecer.


O que mais me faz gostar de Os Hathaways é a excentricidade deles, são inteligentes e nada fúteis e uma família composta majoritariamente por mulheres acaba dando muito espaço para a opinião delas. As personagens possuem personalidades diferentes, mas todas a seu modo encantadoras e fortes. A família vai aumentando a cada volume e a interação entre eles vai ficando cada vez melhor. Com diálogos engraçados, muito romance e algumas cenas hots, Os Hathaways conquistaram um espaço na minha estante e no meu coração. Muita nostalgia ao lembrar dessa família…

Vale ressaltar que a série é publicada pela Editora Arqueiro e as capas são lindíssimas!

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

6 comentários:

  1. Olá,
    Ahh, me identifico tanto com esse post. Também iniciei nos romances de época pelo O duque e eu, só alguns anos depois. Me apaixonei e não parei mais. Uma das séries que mais me cativou e prendeu foi exatamente Os Hathaways pelas características que citou. Adorei o post, de verdade.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    Ainda não tenho muita experiência com o gênero, mas é fato que essas capas são mesmo lindíssimas e o aspecto de ter uma força maior feminina parece muito inovador. Sempre vejo elogios à essa autora, legal saber que você também se encantou tanto!
    Beijos, Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  3. Essa é a minha série favorita dela! Eu comprei o box recentemente e tá me dando vontade de reler tudo, mesmo que eu vá passar raiva de novo com o Merripen kkkkk
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,
    Tenho essa coleção aqui em casa, foi meu primeiro contato com a Lisa e gostei.
    Não são meus livros favoritos da autora, mas super merecem mais destaque!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi!
    Eu não sou muito fã de romances de época, tenho que confessar haha. Mas eu vejo tantos comentários sobre essa série, que é impossível não ter um pouquinho de curiosidade.
    Amei seu post :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  6. Olá, Michele.
    Apesar de ter essa série na estante desde que lançou eu só fui ler ela no ano passado. E gostei bastante apesar de meu aborrecimento com o Merripen. Mas é uma série que vale muito a pena ler. E amo muito essas capas com essas cores fortes e um vestido mais lindo que o outro.

    Prefácio

    ResponderExcluir