Fuja [Crítica do Filme]


Fuja de Aneesh Chaganty (do ótimo Buscando) foi produzido pela Lionsgate e estrelado pela sempre incrível Sarah Paulson, agora disponível na Netflix. Um suspense forte com uma boa carga de drama familiar que nos prende bastante e nos deixa bem angustiados pelas situações que Chloe Sherman (Kiera Allen) passa.

O longa começa com Diane (Paulson) na maternidade sofrendo com o parto da filha que nasce com sérias complicações. Anos depois Chloe é uma adolescente com diversos problemas de saúde, entre eles diabetes, arritmia cardíaca e não consegue andar também, mas estuda arduamente em casa, é uma garota inteligente e espera ansiosamente pela carta de aceitação em alguma faculdade. No entanto, ela começa a desconfiar da própria mãe.


Diane é uma mãe preocupada com o bem estar da filha, mas a ajuda a ter sua própria independência em casa. Porém, aos poucos vamos desconfiando dela, a falta de celular da filha já é o primeiro indício de que algo não está certo. Por outro lado, é bem plausível também que Chloe esteja exagerando ou sofrendo algum tipo de surto. A dúvida sobre um possível relacionamento abusivo paira por um bom tempo, até que tudo começa a ficar bastante claro.

A ideia de mostrar relações obsessivas e abusivas funciona muito bem, todo o desespero de Chloe é bem crível, seu esforço físico e mental em algumas cenas são bem impactantes. Entretanto, na reta final há alguns deslizes no roteiro que acaba pecando pelo exagero, mas ainda assim Aneesh Chaganty consegue manter o suspense em alto nível, assim como fez em Buscando.


Além da boa direção, o longa também é marcado por boas atuações, Kiera Allen não se intimida com Sarah Paulson e sai excelente bem nas cenas mais dramáticas.

Fuja é um suspense que provoca sensações de angústia, não é o mais original em sua categoria, mas tem uma boa execução com boas reviravoltas.

FICHA TÉCNICA

Título: Fuja
Título Original: Run
Direção: Aneesh Chaganty
Data de lançamento: 2 de abril de 2021
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Eu achei esse filme incrível e um tanto quanto angustiante. A atuação de Sarah Paulson está perfeita. Ela merecia um Oscar de Melhor atriz por esse filme.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  2. Oii, não conhecia essa série, mas eu achei bem parecida com a série The Act. Talvez eu essista essa.
    Beijos!
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Ando lendo críticas bem positivas sobre esse filme, estou bem curiosa para assistir. Adorei saber um pouco mais sobre o roteiro, ótima análise!

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu achei esse filme tão previsível que acabei ficando mais irritada do que interessada. O começo dele foi bem legal, mas depois caiu numa fórmula que... sério? De novo? A gente já viu tanto disso, esperava mais.
    As atuações, tho, fabulosas.

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi
    Minha tia estava comentando sobre esse filme, ela gostou bastante e até contou o plot kkk mas eu não tenho muito interesse em ver. Não sou grande fã de suspense, prefiro algo de aventura ou ação. Mas é uma boa indicação!
    Beijo
    https://capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir