O Mágico de Oz [Resenha Literária]


Fábulas Dark é um dos meus selos preferidos da DarkSide® Books e fiquei bastante contente quando a editora lançou não só uma, mais duas edições de O mágico de Oz: a First edition (uma homenagem a história clássica) e o Emerald Edition (moderna com suas cores vibrantes). As duas edições possuem ilustrações originais de William Wallace Denslow, famoso por ter dado vida à Terra de Oz e seus habitantes.

O mágico de Oz sempre foi uma história marcante para mim, ao mesmo tempo que achava linda a estrada de tijolos amarelos, tinha bastante medo das bruxas. A imagem da Bruxa do Leste derrubada pela casa de Dorothy do filme é algo que ficou gravado na minha memória, bem como os sapatinhos vermelhos da protagonista.


O livro de L. Frank Baum foi publicado pela primeira vez em 1900 e conta a jornada de Dorothy, uma garotinha que vivia com os tios em uma pequena fazenda no Kansas, com seu cãozinho Totó. Porém, durante uma tempestade, ela acorda em Oz, descobre que sem querer a casa em que estava cai e mata a Bruxa Má do Leste! Com isso, Dorothy ganha os seus poderosos sapatos (no filme são vermelhos). A protagonista é aconselhada pela Bruxa Boa do Norte a seguir a estrada de tijolos amarelos para encontrar o poderoso Oz e pedir ajuda para voltar para casa. Durante o caminho ela encontra o Espantalho que quer ter um cérebro, o Homem de Lata que quer ter um coração e o Leão Covarde que deseja ter coragem. Os três personagens são símbolos do reino animal, vegetal e mineral.

Dorothy é considerada a primeira feminista da literatura infanto-juvenil, é também uma homenagem a esposa e sogra do autor, ambas engajadas na causa dos direitos das mulheres na alvorada do século XX. E é interessante que a protagonista é de fato aquela que une o grupo tão estranho, é uma garota corajosa, bondosa, leal aos amigos e perspicaz.



Outro ponto interessante é que o Espantalho quer um cérebro, mas é mais inteligente do que qualquer um. O Homem de Lata não precisa de um coração para ser uma criatura bondosa e o Leão, mesmo se achando covarde, é bastante corajoso. Juntos os três vão descobrindo o valor da amizade, quem de fato é Oz e vão enfrentar também a terrível Bruxa Má do Oeste.

L. Frank Baum mostra que não devemos nos prender aos rótulos dos outros, nós devemos ser os únicos a definir quem somos. A narrativa é rápida, fácil, onírica, objetiva, nos traz importantes reflexões e até boas críticas à sociedade, afinal, as Bruxas Más escravizam seu povo e Oz não é exatamente uma pessoa confiável.


Todo mundo já sabe que as edições da DarkSide® Books são lindas e além das ilustrações a Emerald Edition tem uma ótima introdução nos mostrando o quanto O mágico de Oz é importante para a literatura americana, o quanto Dorothy sempre foi nacionalista (ago que somente na releitura eu percebi). E não importa qual edição você compre, eu tenho certeza que qualquer uma das duas será bem satisfatória na sua estante.

FICHA TÉCNICA

Título: O mágico de Oz
Autor: L. Frank Baum
Onde Comprar: DarkSide® Books e Amazon


Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Olá, Michele.
    Apesar de conhecer a história pelas adaptações, eu nunca li o livro. E essa edição me deixou com a mão coçando para comprar. E olha que nem gosto de amarelo hehe. Mas está tão linda.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi Mi,

    Nunca li Oz, sempre acompanhei as adaptações como a Sil, mas realmente a edição está muito chamativa e dá vontade de ler só por causa dela.
    Se eu conseguir em uma promoção com certeza vou adquirir.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Suas postagens são ótimas, estou seguindo seu blog e curtindo bastante!! Parabéns!

    Meu Blog: Quero ganhar na loteria

    ResponderExcluir