Estúpida Promessa [Resenha Literária]


Cam esperou pelo momento perfeito para convidar Kaia para um encontro. Depois de uma noite de verão protestando ao lado dela, ele sabia que ela era a garota para ele. Se apenas o momento perfeito chegasse.

Depois de várias tentativas fracassadas de convidar Kaia para sair, Cam pensou que uma das festas famosas de Steve Stevenson seria a chance certa. Mesmo assim, já era tarde demais. Com um Steve muito embriagado ajudando na busca por Kaia, zombando dele ao longo do caminho, foi quando eles chegaram nela que ele descobriu que Steve era seu namorado.

O pior é que Steve foi diagnosticado com câncer, um “câncer bom”, mas agora Steve e Kaia têm uma história de amor com câncer e nada poderia acabar com isso, certo?


Ainda tentando, Cam usa seu poder de mudança positiva ajudando Kaia a criar uma campanha para Salvar Steve, e arrecadar fundos para seu tratamento. Sabendo que Cam está interessado em sua namorada, Steve hackea o site que o está ajudando e força o protagonista a fazer acrobacias embaraçosas para levantar dinheiro, basicamente tentando diminuir suas chances com Kaia. Mas ela é a garota dos seus sonhos, e Cam fará de tudo para conquistá-la, mesmo que isso signifique usar uma fralda para ir à escola e se arriscar em situações horríveis.

Este é basicamente um livro de humor. Não ocorre muito crescimento, e os pedaços pesados são completamente compensados pela estupidez. Portanto, se você deseja uma leitura rápida para tirar as coisas da mente ou aliviar o tédio, esta pode ser sua escolha. Se você está esperando por algo um pouco mais denso você não encontrará isso aqui.

Na maior parte, o que atrapalhou este romance foi que parecia que tinha sido escrito para ser um filme. Agora, isso não é muito surpreendente, já que são pessoas que trabalham na indústria de tv/cinema, e Des-Grávida está sendo adaptado para a tela.


Cam, é um verdadeiro cavaleiro, que tenta fazer o melhor pro mundo. Esse menino nunca fala nada que possa ser classificado como homofóbico ou racista, ele está ativamente envolvido em protestos e seu modelo de vida é Michelle Obama. Literalmente, é o garoto mais legal que você poderia conhecer. Mas todo esse altruísmo o coloca diante de situações estressoras, perigosas e não trazem coisas boas pra ele, então eu pergunto até onde devemos colocar as pessoas em primeiro lugar e esquecer de nós mesmos?

Kaia foi um personagem construído de uma maneira menos ativa e fiquei triste em ver que todo o seu potencial apareceu somente nas últimas páginas. Steve é o famoso garoto popular, líder, lindo e ameaçador, aquele que com certeza você conheceu na escola enquanto praticava bullying com todos. O seu medo de estar com câncer, não o deixou menos egoísta, ou o transformou em uma pessoa melhor, pelo contrário, em momento nenhum eu consegui ter empatia por ele. Estou velha pra esta leitura? Talvez, mas acredito que uma obra como essa possa estar apenas reforçando as mesmas velhas mensagens sociais banais que temos recebido à séculos, e precisamos mudar isso! Na realidade eu não gostaria que meus filhos olhassem para esse livro e acreditassem que atitudes que foram vistas aqui dentro são adequadas.


No final, os personagens evidenciam algum desenvolvimento, mas parece mínimo em relação às suas experiências e idades. Espero que com o passar dos anos livros para jovens adolescentes e adultos sejam escritos com outro olhar. Afinal a mudança positiva que esperamos pra nossa sociedade vem de grande parte da nova geração.

FICHA TÉCNICA

Título: Estúpida Promessa
Autor: Jenni Hendriks & Ted Caplan
Onde Comprar: Amazon


Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

0 comentários:

Postar um comentário