Monstro [Crítica do Filme]


Chega à Netflix nesta sexta-feira Monstro que há três anos foi exibido no Festival de Cinema de Sundance. O longa conta a história Steve Harmon, um aluno de 17 anos acusado de homicídio doloso.

Steve (protagonizado por Kelvin Harrison Jr.) narra a história nos mostrando por meio de flashbacks como ele acabou envolvido na acusação. Um protagonista simpático, bom filho, bom irmão, inteligente, apaixonado por fotografia, estudante de uma escola de elite e um dia conhece King (ASAP Rocky), um jovem também negro bem mais problemático, com uma vida bem mais difícil que se envolve no crime em que Steve está relacionado.


A construção do protagonista é ótima, vamos a fundo na personalidade de Steve a ponto de termos dúvidas de sua inocência. No entanto, infelizmente, o filme peca bastante no ritmo, a narrativa é lenta, os flashbacks oras são envolventes, oras desnecessários. O diretor Anthony Mandler (conhecido na área de videoclipes) se estende demais em cenas que não agregam em nada no enredo e deixa a trama bem arrastada. visualmente é um filme que chama atenção, fotografia, ambientação, mas o excesso de cenas tão visuais acaba diluindo bastante o drama.

As cores frias no julgamento ajudam a dar a sensação de ausência de sentimentos, tudo é bastante pragmático, um tanto frustrante também, já que o filme poderia ter aproveitado o julgamento para passar mais emoção, o que não acontece. A atuação de Kelvin Harrison Jr. é digna de elogios, sustenta bastante a narrativa introspectiva, mas Jennifer Ehle e Jeffrey Wright são mal aproveitados.


Ainda que com temas tão importantes como racismo, focando em um jovem que comete erros como qualquer um, o longa é carente de emoção e sofre com exibicionismo estilístico. É um longa interessante, mas a execução é bem mediana.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Monstro
Título Original: Mosnter
Direção: Anthony Mandler 
Data de lançamento: 07 de maio de 2021
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu lembro de ter visto anúncio desse filme, mas não cheguei a ver trailer. Fiquei bem curiosa com o desenrolar da história; e parece o tipo de filme pra pegar nos nervos, mesmo com o ritmo lento. Vou tentar assistir!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Estava lendo bons comentários sobre esse filme, mas uma pena essas ressalvas.
    Mesmo assim darei uma chance, pois admiro os atores e fiquei curiosa com a atuação do ASAP.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi,
    Nessas duas últimas semanas, eu nem consegui ver Netflix direito. Nem sabia que tinha entrado esse filme, bom, assumo que não o conhecia, mas pelos temas parece relevante.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Esse talvez eu veja. Gostei muito da resenha.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir