Awake [Crítica do Filme]


O que acontece se você não dormir por dias? O cérebro desativa as regiões que avaliam decisões, o esgotamento provoca lentidão nas reações e funções cognitivas. Depois de um ou dois dias, o sistema imunológico começa a falhar, no terceiro dia a pessoa começa a ter alucinações. Aos poucos a pessoa entra em colapso e morre. Uma ótima premissa para um filme apocalíptico, infelizmente, mal executado em Awake da Netflix.

Jill (Gina Rodriguez) é uma ex-militar que trabalha na segurança de uma universidade. Não sabemos o que aconteceu no seu passado, apenas que ela vende remédios para traficantes e não pode mais ter a guarda dos dois filhos. Um dia o mundo sofre uma pane, a energia para, eletrônicos não funcionam e curiosamente as pessoas param de dormir, com isso as pessoas enlouquecem, fadadas à morte.

No entanto, a filha mais nova de Jill, Matilda (Ariana Greenblatt) pode ser a solução para salvação da humanidade, já que ela consegue dormir! Jill não confia no exército a princípio, teme com o que podem fazer com sua filha, mas depois acaba cedendo devido aos conselhos do filho mais velho, que enxerga na irmã a única possibilidade de salvar o mundo.


Em uma jornada com situações bizarras, vamos acompanhar a família até o Instituto onde fazem pesquisas. O que poderia até ser uma aventura apocalíptica interessante, se torna tudo muito estranho e mal feito. Entendo que alguns cortes sejam por conta da confusão mental dos personagens, mas a maioria é por conveniência do roteiro mesmo, tudo que que precisa de mais complexidade fica raso ou simplesmente cortado e as informações são jogadas sem muita explicação.

Gina Rodriguez consegue segurar as situações convenientes, boa atriz, carismática, assim como Ariana Greenblatt, mas não é o suficiente para esconder as inúmeras falhas na história. Uma pena, a premissa é excelente, seria um filme apocalíptico original com muita coisa para se explorar, inclusive os próprios problemas da protagonista com a família, mas a direção de Mark Raso é preguiçosa e o roteiro falho.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Awake
Direção: Mark Raso
Data de lançamento: 9 de junho de 2021
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

5 comentários:

  1. Oi Mi,
    Recebi a notificação que ia gostar desse filme, mas ainda não o assisti.
    Gosto do elenco, mas é o que você falou o carisma das atrizes nem sempre superam as falhas do roteiro...
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Perdi meu tempo lendo está critica. Esses críticos imbecis que nunca fizeram nada na vida além de criticar, esperam de qualquer filme, uma obra de arte. Se todo filme fosse uma obra de arte, o termo perderia o sentindo. O principal objetivo de um filme é entreter e nisso AWAKE alcança o objetivo.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi
    É uma pena que o roteiro e a execução dele tenha tantos furos. Eu até tinha animado por causa da premissa, achei bem interessante. Mas é um problema que vejo muito nas últimas obras originais da Netflix. Algumas realmente são boas, mas a maioria é só lixo.
    Beijo!
    https://capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nunca tinha ouvido falar do filme. Vou ver se vejo só por conta da Gina mesmo. Adoro ela!

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir