A Última Carta de Amor [Crítica do Filme]


A Última Carta de Amor, dirigido por Augustine Frizzell (Euphoria) é o novo filme da Netflix baseado no romance de Jojo Moyes.

No filme acompanhamos Ellie Haworth (Felicity Jones), uma jornalista que encontra cartas de amor trocadas entre Jennifer e Anthony enquanto trabalha em uma matéria para o jornal. No entanto, a história de amor que ela encontra não é nada simples e à medida que Ellie vai descobrindo os mistérios desse romance, voltamos à década de 60 para entender o que aconteceu.


Qualquer filme que transita entre passado e presente pode ocorrer uma quebra de ritmo e aqui não foi diferente. De início a história de Ellie no trabalho me pareceu mais interessante, principalmente por conta de Rory (Nabhaan Rizwan), seu colega de trabalho, que é o oposto da protagonista. Entretanto, aos poucos o casal Jennifer Stirling (Shailene Woodley) uma mulher casada e Anthony O’Hare (Callum Turner) um divorciado, conquista com uma história de amor proibida. Vamos acompanhar uma série de desencontros do casal que os impede de ficar juntos e chega um ponto que Ellie e Rory já não fazem tanto sentido na narrativa, a não ser já quase no final.

É sempre bom ver Felicity Jones em tela, mas sua personagem embora cheia de carisma, até mais que a Jennifer de Shailene Woodley, não tem um bom desenvolvimento na trama e seu romance com Rory não é forte o suficiente para nos fazer importar. Neste caso, todo o interesse fica mesmo por Jennifer e Anthony. Woodley e Turner apresentaram uma ótima química.


Vale destacar além do ótimo elenco, a ambientação belíssima da década de 60 e os figurinos da personagem Jennifer, um vestido mais lindo do que o outro.

Pode ser que alguém pense que A Última Carta de Amor tenha algo parecido com Cartas para Julieta, mas na verdade a trama aqui é mais séria e mais morna também. É um romance bonito, mas nada inovador, sem muito impacto, chega a ser simples até demais.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: A última carta de amor
Título Original: The Last Letter From Your Lover
Direção: Augustine Frizzell
Data de lançamento no Brasil: 23 de julho de 2021
Netflix

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Oi Mi! Cartas Para Julieta é ótimo, não acho que este lembre ele, até mesmo por conta de Jojo gostar de um drama mais denso. Eu tenho a obra escrita faz tempo na estante e vou ler antes de ver a adaptação.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi
    Eu nem sabia que ia ter uma adaptação do livro até ver o povo fazendo a resenha do filme KKKK Eu não senti vontade de ler o livro, então também não sinto curiosidade a respeito do filme. Eu também vi resenhas bem negativas comparando ao livro, porque mudou muita coisa, mesmo assim, não é uma trama que me interessa muito.
    Beijo!
    https://capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não parei pra ver! É um dos meus livros preferidos da Jojo, então estou com medo de me decepcionar demais! Mas nessa próxima semana vou parar pra assistir!
    Uma pena que achou morno!

    Beeijos

    http://estanteflordelis.blogspot.com

    ResponderExcluir