Marco Antônio e Cleópatra [Resenha Literária]


Um retrato quase contra a corrente.

Um retrato magistral e comovente de um líder que, apesar de suas muitas qualidades militares e pessoais, cai de cabeça em uma espiral de fortuna em declínio e derrota final. Como uma tragédia grega, tudo causado por uma falha de caráter, em um homem que tinha tudo a seu favor e parecia dotado, destinado à grandeza.

Apesar de suas falhas e da queda desastrosa que ele traz para si mesmo, em seu triste final, ficamos com a impressão de alguém que pode ser chamado de grande em um sentido mais profundo do que a grandeza mais convencional que pode parecer ter no início.


A história de Marco Antônio, a partir de seu esforço infrutífero para alertar César de seu planejado assassinato, é narrada por ele mesmo como uma espécie de memória, intercalada com comentários analíticos de Crítias, seu secretário. À medida que avançamos, Crítias, gradualmente assume a narração, de modo que no final é em grande parte uma narrativa de terceira pessoa.

Meu personagem favorito dos famosos romanos sobre o qual Massie escreveu - dissoluto às vezes, desfigurado, imperfeito, mas sem se desculpar, esse homem era tão... humano! Massie o retrata exatamente como é, o homem, não uma criação perfeita que estava acima do pálido, mas com falhas e tudo, um homem com quem aposto que seria divertido sentar no sofá e falar sobre filosofia e vida.


Mostrado aqui por sua escrita de uma forma tão simpática e maravilhosamente conversadora que esquecemos que ele viveu há mais de 2.000 anos. Acredito que ele poderia ser qualquer político, real ou estrela de cinema/ TV que você puder citar.

Bem escrito, tão bem escrito, e vemos a tragédia se desenrolar, ele não nasceu para intrigas políticas, e aqui entendemos o motivo, desde os primeiros momentos trágicos após a morte de César, até sua morte em Alexandria, esta é uma história triste, contada de uma forma onde você pode sentir a tristeza, e a esperança, desespero, euforia e decepções do homem que ficou na história como um dos amores de Cleópatra.


Uma rica descrição de um grande homem, bem pesquisada, mas se o personagem retratado é fiel ao histórico Marco Antônio é uma questão em aberto.

Altamente recomendado como pura ficção e como uma interpretação da vida no topo do sistema político romano. Embora tenha sido escrita há 28 anos, algumas passagens têm uma ressonância misteriosa com o que você pode encontrar nos jornais de hoje.

FICHA TÉCNICA

Título: Marco Antônio e Cleópatra – Coleção: Os Senhores de Roma
Autor: Allan Massie
Nota: 4,5

Natália Silva
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Oie, que fotos mais lindas! O livro me parece familiar, mas não li ainda. Gostei da proposta e seria bem bacana conhecer.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  2. Olá, Natália.
    Esse livro, a série na verdade, me interessa bastante. Mesmo sendo ficção acredito que tem muita verdade nas histórias hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir