Only Murders in the Building de graça neste fim de semana!


Entre hoje (22) até domingo (24), às 23h59, o Star+ está com o acesso liberado a todos os conteúdos da plataforma, é a oportunidade perfeita pra conferir Only Murders in the Building com Selena Gomez, Steve Martin e Martin Short.

Only Murders in the Building foi criada por Steve Martin e John Hoffman e conta a história de três estranhos que compartilham uma obsessão pelo gênero true crime e que, de repente, se veem envolvidos em um crime na vida real. Quando uma morte horrível ocorre dentro de seu exclusivo prédio de apartamentos no Upper West Side, o trio – formado por Mabel (Selena Gomez), Charles (Steve Martin) e Oliver (Martin Short) – começa a suspeitar de assassinato e usa seu conhecimento de podcasts de true crime para investigar o caso. Mas não demora para que o trio perceba que um assassino pode estar vivendo entre eles e que, portanto, estão em perigo.

A primeira temporada da série está disponível exclusivamente no Star+. Além disso, a segunda temporada já foi anunciada pela Hulu, emissora original da série, e o Star+ também confirmou que exibirá a nova temporada no Brasil.

Para acessar o Star+ Acesso Livre e assistir aos dez episódios da primeira temporada de Only Murders in the Building, basta assinar o Star+ pelo site www.StarPlus.com. O assinante terá acesso ao conteúdo completo da plataforma e, a partir de 25 de outubro, após o término do período da promoção, o valor correspondente à assinatura mensal do Star+ será cobrado de quem acessou o Star+ Acesso Livre e não optou pelo cancelamento antecipado. Esta promoção não é cumulativa com o Combo+. Em caso de dúvidas, acesse: www.help.starplus.com.
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

1 comentários:

  1. Meu sobrinho estava querendo assistir essa série e não achava em nenhum lugar.

    Boa semana!


    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir