Casa Gucci [Crítica do Filme]


Uma família rica, um crime passional, uma história até que comum pra quem não vive no mundo de conto de fadas e acho que fica muito evidente desde o início como Patrizia era bem interesseira e manipuladora, uma vez que foi ela quem foi atrás de Maurizio, um homem bem tranquilo e tímido, mas que no final das contas, mesmo resistindo, me pareceu usufruir bastante das atitudes da esposa.

Patrizia Reggiani (Lady Gaga) é de uma família humilde. Tem um espírito alegre, festivo e ambicioso e em uma festa ela conhece Maurizio Gucci (Adam Driver) que a princípio é gentil com ela, mas não parece tão interessado. No entanto, Patrizia dá os primeiros passos para o relacionamento e o único filho de Rodolfo Gucci (Jeremy Irons) fica perdidamente apaixonado. Contra a opinião do seu pai, Maurizio se casa com Patrizia e vive feliz numa vida simples com ela, mas a ambição da esposa é maior e ela se aproxima de Aldo Gucci (sempre excelente Al Pacino), tio do seu marido, e do seu ingênuo primo Pablo (um incrível Jared Leto).

Aos poucos Patrizia destrói a família Gucci, mexendo suas peças para fazer com que o marido seja o único a comandar a empresa, mas quando finalmente consegue, o casamento acaba! Vingativa, a protagonista encomenda a morte do marido.


Patrizia nunca seria uma Gucci apesar dos seus esforços, a família tradicional a aceita até certo ponto, mas o machismo e o elitismo fica muito claro nas palavras e ações de Aldo. E de certa forma, Patrizia estava certa com suas desconfianças e no fato de saber que seu marido era muita coisa, menos um bom administrador. A protagonista passa uma imagem de mulher sem escrúpulos, mas em muitos sentidos parecia amar tudo aquilo que o marido representava. E o longa deixa claro o quanto a família Gucci já estava ultrapassada na moda da época.

Ridley Scott nos apresenta um filme de excessos, tanto na duração (porque poderia ter sido menor, muita lentidão em algumas cenas) quanto na caricatura da parte final de Patrizia e da família Gucci. No entanto, o grande elenco e a trama consegue prender nossa atenção. Jared Leto está irreconhecível como Pablo e seu personagem bem exagerado consegue ter um bom equilíbrio com Aldo Gucci de Al Pacino, que dá um tom mais real ao seu personagem de forma brilhante. Lady Gaga e Adam Driver também possuem uma boa química e o romance dos dois é bem contado no longa, entretanto, na reta final achei ter visto Jo Calderone em algumas cenas. Destaque também para música, fotografia e figurino, excepcionais.


Em suma, Casa Gucci é um entretenimento de luxo, acaba se mostrando mais sátiro do que eu imaginava, com mais excesso do que necessário, mas bem envolvente.

Trailer


FICHA TÉCNICA

Título: Casa Gucci
Título Original: House of Gucci
Direção: Ridley Scott
Data de lançamento no Brasil: 25 de novembro de 2021
Nota: 3,5/5
Universal Pictures

Michele Lima
Compartilhe no Google Plus

Sobre O que tem na nossa estante

É amante de livros, filmes, séries e adora uma boa música. Escreve para O Que Tem Na Nossa Estante.

comentário(s) pelo facebook:

1 comentários:

  1. Lady Gaga vai se enveredar cada vez mais para o cinema, eu presumo!

    Boa semana!


    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir